• EACM360

O que é o ranqueamento da plataforma do Google e como funciona?

Em pesquisas realizadas na área de marketing, os resultados afirmam que embora existam diversas formas de aumentar a visualidade da sua página ou plataforma

na internet, todas passam a ser praticamente irrelevantes quando comparadas com a pesquisa online. Para melhorar a visibilidade, converter cliques e aumentar o número de clientes, um dos aspectos mais importantes é uma boa posição no ranqueamento de pesquisas da plataforma do Google. A otimização para os mecanismos de busca é considerada uma das táticas de marketing de conteúdo mais eficientes desde 2019, já que há décadas as pessoas passaram a depender muito mais da internet para adquirir informações.


De acordo com um estudo, 93% de todo o tráfego que há em um website é gerado pelo Google. Seguindo esse pensamento, embora seja uma vantagem contra os concorrentes e seja altamente benéfico para uma empresa estar no topo das pesquisas, alcançar essa posição é um desafio, principalmente, pela competitividade.


Em suma, o ranqueamento do Google, também chamado de SERP (Search Engine Results Page ou Página de Resultados do Mecanismo de Pesquisa), há de determinar onde o seu conteúdo aparecerá na página de resultados de uma pesquisa, porém contém mais de 150 fatores a serem analisados por algoritmos, entre eles estão: • Uso de palavras-chave;

• Localização geográfica;

• Qualidade e quantidade de backlinks.


Para que todos os aspectos importantes sejam analisados, a plataforma Google rastreia websites, entende as informações nele e as exibe de maneira que vá atender às necessidades da busca do usuário.

Embora existam inúmeros fatores a serem considerados durante essa análise, há alguns determinantes e essenciais para uma melhora do SEO (Search Engine Optimization ou otimização para mecanismos de busca) e uma boa classificação no ranqueamento do Google, sendo alguns deles:

1) Qualidade do Conteúdo

Antes de qualquer tema ser tratado em um website, torna-se essencial atender aos requisitos EAT (Especialização, Autoridade e Confiabilidade) do Google, ou seja, antes de qualquer publicação, será sempre importante consultar referências no assunto, pois muitas vezes ao ser citado que a informação está de acordo com determinado especialista, profissional ou instituição, a informação será mais segura e passará credibilidade para o visitante. O básico para otimizar os mecanismos de buscas é que o site deve conter uma boa quantidade de conteúdo original, sendo no mínimo 300 palavras por página, mas, além da quantidade, também é necessário que seja de fácil de interpretar, para que o usuário tenha uma leitura fluída, por isso, é indicado que todo o material da página seja dividido em subtítulos. Se faz necessário lembrar que: todo conteúdo copiado ou duplicado, se for detectado, pode causar penalidades.

2) Palavras-chave

e SEO On-Page

Outro aspecto essencial para obter um dos primeiros lugares nesse ranqueamento é a implantação de uma lista de formas de otimização de motores de busca, também conhecido como “SEO On-Page”, uma vez que somente o conteúdo de qualidade seja de vital importância, somente ele não será suficiente. Por isso, deve haver a aplicação de técnicas de SEO na página, como:

• Uso de imagens;

• Inclusão de palavra-chave na URL, H1, meta description e “title tag”;

• Uso de textos âncoras para os links internos.

As palavras-chave são de extrema importância para o ranqueamento do Google, portanto, cada página deve ser focada, ou, conter conteúdo sobre um conceito-chave. Outro aspecto que deve estar presente é a escolha de um título no formato de tag H1 (elemento HTML de cabeçalho da seção, sendo o H1 o mais importante), que instigue os navegantes.

3) Carregamento ágil

Para que a sua página esteja no topo dos resultados de busca, ou, pelo menos entre os melhores, seu carregamento precisa levar em média 3 segundos. Em sites de comércio eletrônico, o limite é de 2 segundos, mas o Google tem como meta um carregamento de menos de 0,5 segundos.

Atingir uma boa posição no ranqueamento do Google não é simples e é algo que está sempre sendo competido por grandes empresas. O ranqueamento segue os parâmetros de qualidades impostos pela própria empresa, pois se o ranqueamento não atende às finalidades dos usuários, é ruim para a empresa. Contudo, para que a plataforma possa auxiliar no aumento de visibilidade do seu negócio, é essencial que os fatores determinantes sejam seguidos.

16 visualizações1 comentário